Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

A CIDADE ESPANHOLA QUE GERE TODOS OS SERVIÇOS PÚBLICOS PELO TWITTER

Mäyjo, 09.01.17

twitter_SAPO

A cidade de Jun, em Granada, é a primeira do mundo a gerir todos os seus serviços públicos através do Twitter. Com apenas 3.500 habitantes, a cidade tem um passado ligado à inovação comunitária, na forma como integra os seus habitantes com a administração pública, e esta nova estratégia de atendimento aos munícipes não foge à regra.

 

“O Twitter criou a sociedade ao minuto: perguntas rápidas e respostas rápidas… decidimos que todos [os funcionários públicos] têm que ter uma conta [lá], para que possam ver se as pessoas valorizam o seu trabalho”, explicou o mayor de Jun, José António Rodríguez [na foto], ao Guardian.

Ligados ao Twitter, os serviços públicos podem responder rapidamente às dúvidas dos cidadãos, disseminando todas as informações que lhes possam interessar – cerca de 600 habitantes de Jun já assinaram o serviço e podem partilhar informações sobre crimes, reservar salas para reuniões na câmara municipal, identificar lâmpadas que estejam fundidas e até marcar uma consulta no médico.

Os cidadãos mais idosos, menos representados nas redes sociais, estão também a ser incentivados a utilizar o Twitter – alguns estão a ter aulas para esse efeito. Na verdade, toda a cidade tem wi-fi e existem computadores que podem ser utilizados na própria câmara municipal, por isso não existe nenhuma discriminação na utilização desta nova forma de comunicação.

Neste novo panorama mediático, o varredor municipal é a grande atração do Twitter de Jun – os cidadãos não param de lhe agradecer o serviço e chamam-no à atenção para novos locais que devem ser limpos.

Serviços de água e saneamento de Oeiras e Amadora apostam no teletrabalho

Mäyjo, 11.01.15

Serviços de água e saneamento de Oeiras e Amadora apostam no teletrabalho

Os funcionários dos Serviços Intermunicipalizados de Água e Saneamento de Oeiras e Amadora (SIMAS) que trabalhem no turno da noite (entre as 24h e as 8h), aos fins-de-semana e feriados vão passar a poder fazê-lo no conforto da sua casa, de acordo com oJornal da Região.

Os funcionários, cuja função é de atender os telefones da Linha de Roturas e Obstruções na Via Pública, serão avaliados durante algum tempo. Caso os resultados sejam positivos, ele poderão vir a beneficiar outros trabalhadores: recém-parturientes, após o término da licença de maternidade, ou funcionários que beneficiem da licença parental.

“Acreditamos que estamos a fazer história”, explicou José Augusto Santos, chefe da divisão de Gestão de Recursos Humanos do SIMAS de Oeiras e Amadora ao Jornal da Região. De acordo com o responsável, o projecto é pioneiro na administração pública portuguesa.

“Fala-se muito em teletrabalho na administração pública, mas não existem praticamente nenhumas experiências”, explicou Carla Tavares, presidente do conselho de administração do SIMAS e presidente da Câmara da Amadora. “Acho que este projecto está no bom caminho”, continuou.

Para manterem o nível de qualidade do seu trabalho, os funcionários da linha de atendimento do SIMAS receberam um conjunto de meios técnicos que incluiu o acesso a dados informáticos e sistema de voz. Um dos objectivos do projecto é promover a conciliação da vida profissional e familiar dos trabalhadores e o apoio à parentalidade, factores que, segundo o SIMAS, terão impactos positivos a médio prazo no grau de compromisso e motivação dos trabalhadores e no absentismo laboral.

Foto: Johan Larsson / Creative Commons

TELETRABALHO

Mäyjo, 22.12.14

“IR PARA O TRABALHO SIGNIFICA PICAR O PONTO NO HALL DE ENTRADA!”

O teletrabalho consiste no trabalho executado, em grande parte, noutro sítio que não o tradicional local de emprego, envolvendo o uso de tecnologias informáticas avançadas. Assim, o trabalho pode ser realizado, em casa evitando a azáfama dos transportes.

O trabalho à distância dará ao indivíduo uma maior autonomia para combinar tarefas domésticas e profissionais. Irá com certeza diminuir-lhe o stress inerente às deslocações entre o local de trabalha e o lar e contribuir para uma diminuição do tráfego rodoviário.

Por exemplo, calcula-se que 35 a 40% das deslocações para o centro de uma cidade, como Londres, têm como destino postos de trabalho, susceptíveis de serem ocupados por trabalhadores à distância.

Segundo um documento comunitário — “Telework 95” entre os principais sectores de actividade que aderiram rapidamente ao teletrabalho encontram-se: a investigação, o desenvolvimento de software, o design de produtos, alguns serviços financeiros e do ramo segurador, determinadas actividades jornalísticas e de publicidade, gestão de frotas, gestão de stocks e apoio de vendas.

Os EUA lideram o fenómeno do trabalho à distância, seguidos do Reino Unido, da França e da Alemanha.

Nos EUA, em 1995, existiam entre 8,4 e 9,2 milhões de teletrabalhadores e estima-se que este número venha a triplicar nos próximos 15 anos.

Adaptado de Exame Informática, Março de 1996

Internet evita ida ao supermercado

Mäyjo, 18.12.14

Em Evanston, no Illinois (EUA) basta usar a internet para enviar a lista das compras a uma empresa chamada Peabody LP e 90 minutos depois, no máximo, os produtos estão à porta.

Poupa-se tempo na deslocação ao supermercado, na procura das compras, nas filas das caixas e no final só se paga por este serviço 5% do valor da conta.

Os clientes podem escolher os artigos entre 20 000 catalogados por nomes, categoria, marca ou mesmo receita de cozinha.

As reclamações podem ser apresentadas por correio eletrónico.

Adaptado de Capital, 3 de Setembro de 1996

 

Como podem ver esta "novidade" já não é assim tão nova... 

Nova Iorque vai transformar antigas cabines de telefone em pontos wi-fi gratuitos

Mäyjo, 18.12.14

Nova Iorque vai transformar antigas cabines de telefone em pontos wi-fi gratuitos

Nova Iorque vai transformar as antigas cabines telefónicas pagas – que caíram em desuso com o advento dos telemóveis – em pontos de wi-fi gratuitos em 2015. A medida, que era aguardada há muito, foi aprovada esta semana.

Na primeira fase do programa vão ser convertidas cerca de 500 cabines telefónicas, que não só vão oferecer internet gratuita como chamadas gratuitas para todo o território dos Estados Unidos.

Adicionalmente, a medida – que o mayor de Nova Iorque, Bill de Blasio, caracterizou de “histórica” – vai gerar 100 postos de trabalho a tempo inteiro e cerca de 650 empregos temporários para instalar e fazer a manutenção dos pontos de wi-fi.

“Com a aprovação da proposta para expandir o acesso gratuito de internet de alta velocidade para os nova-iorquinos dos cinco bairros não vamos apenas transformar infra-estruturas telefónicas obsoletas em pontos wi-fi modernos, como também alargar o alcance da banda larga mais rápida a toda a cidade”, afirmou de Blasio, cita o Inhabitat.

A conversão das cabines vai gerar uma receita de cerca de €400 milhões ao longo dos próximos 12 anos, suportada unicamente pelo investimento publicitário e sem qualquer custo para os contribuintes.